8 Fatos que Você Deveria Saber Sobre o Óleo de Coco

Óleo de coco
Óleo de coco

Nos últimos anos, um dos queridinhos da saúde alternativa e da área de beleza tem sido o óleo de coco. Ele é extraído da fruta de mesmo nome em duas formas diferentes: o refinado – retirado a partir do coco seco – e o extravirgem, que vem da fruta fresca. A extração desse último deve ser feito em até 48 horas depois que o alimento foi colhido.

Os especialistas ainda ficam divididos quando o assunto é o óleo de coco. Esse óleo é rico em triglicérides de cadeia média, que são um tipo de gordura saturada. Apesar dessa grande quantidade  de gordura saturada, por elas serem de cadeia média e não de cadeia longa, elas são melhor absorvidas pelo corpo, são convertidas em energia e não se acumulam no organismo.

O ideal é que o óleo de coco esteja em forma líquida e deve-se ter muito cuidado para evitar que ele estrague. Abaixo vamos falar um pouco das características e benefícios desse óleo:

1 – Prefira o óleo virgem ou extravirgem ao refinado

Apesar dos muitos benefícios do óleo de coco refinado – não apresentar gosto e nem cheiro e ser melhor para utilizar na cozinha – é impossível saber se seu processo de refino foi bem feito ou não. O óleo refinado nem sempre é de boa qualidade e essa qualidade é difícil de ser atestada. Além disso, o óleo de coco virgem ou extravirgem traz mais benefícios para a saúde.

2 – Auxilia o processo de emagrecimento

Uma das razões mais utilizadas por quem faz uso do óleo de coco é por causa da sua função emagrecedora. Basicamente, ela acontece de duas formas diferentes:

  • Aumento do gasto energético: já falamos sobre isso acima. A partir do momento em que os triglicerídeos de cadeia média – que são os que estão presentes nesse óleo – são mais bem absorvidos pelo corpo do que outros tipos de gordura, ele se converte em energia, o que leva a perda de peso a longo prazo. Pesquisadores da UFRJ também viram que o óleo aumenta a massa magra, o que também auxilia no gasto de energia.
  • Diminui o apetite: os ácidos graxos presentes no óleo de coco ajudam a reduzir o apetite.

3 – Aumenta a imunidade do indivíduo

Os estudos sobre esse assunto ainda não são totalmente conclusivos, mas o óleo de coco apresenta em sua composição ácido láurico e o ácido cáprico. Esses ácidos atuam no nosso sistema imunológico. Além disso, o óleo de coco ajuda o intestino a eliminar bactérias ruins para o corpo. 

 4 – Aumenta o nível de colesterol (tanto do bom quanto do ruim)

O ácido láurico encontrado no óleo de coco é responsável por aumentar tanto os níveis de colesterol bom (HDL) quanto os do ruim (LDL). Por isso deve ser utilizado com cautela e é contraindicado para pessoas que apresentam o colesterol muito elevado.

5 – Traz diversos benefícios para a pele

O óleo de coco extravirgem traz diversas vantagens para a saúde da pele, podendo também ser usado diretamente sobre a mesma. Ele ajuda a matar os fungos e bactérias responsáveis pela formação da acne e deixa a pele mais suave, pois retira as células mortas. Graças ao seus antioxidantes, o óleo de coco também ajuda a suavizar estrias, previne o aparecimento de rugas e ajuda a retirar manchas marrons que aparecem no rosto. Além de tudo isso, auxilia na cicatrização e pode ser utilizado para o tratamento de doenças como a psoríase e a eczema.

6 – Pode ser utilizado no cabelo

O óleo de coco usado diretamente no cabelo é bastante eficaz para eliminar as caspas e, apesar de não ter nenhum tipo de estudo que comprove isso, existem relatos de que ele ajuda a diminuir a queda de cabelo. Além disso, dá brilho e hidrata o cabelo.

7 – Diminuiu o nível de estresse

O óleo de coco pode ser utilizado em massagens na pele e principalmente na região da cabeça, ajudando a trazer alívio e conforto, diminuindo o estresse diário.

8 – Existe uma quantidade recomendada de óleo de coco

O consumo excessivo de óleo de coco pode trazer efeito contrários e anular todos os benefícios que ele traz. Pode vir a causar diarreia, sobrepeso e aumentar o colesterol. Isso tudo acontece devido a quantidade excessiva de gorduras presentes no óleo. Por isso, o recomendado é que o consumo diário não seja superior a uma colher de sopa de óleo de coco.