Porque o Facebook Está Fazendo Mal para Sua Saúde

Facebook faz mal para saúde?
Facebook faz mal para saúde?

Se tem uma coisa na qual o Brasil é líder é no uso das redes sociais. Um levantamento feito pelo próprio Facebook no último trimestre de 2014, mostrou que 45% da população brasileira  acessa o Facebook mensalmente. Isso corresponde a, aproximadamente, 92 milhões de pessoas. Também somos os campeões de tempo gasto nas redes sociais, ganhando de diversos outros países. Ficamos uma média de 650 horas por mês no Facebook e sites similares. Mas qual a consequência de tudo isso?

A importância das redes sociais é inegável. Há muito tempo elas deixaram de ser só um meio de se comunicar com amigos e parentes que estão longe. Atualmente, já descobrimos o potencial que a rede tem para venda, estratégias de marketing, divulgação de produtos e até como ferramenta de trabalho. Negar isso e demonizar seu uso seria um passo para trás. Entretanto como diz o ditado: “A diferença entre o remédio e o veneno é a dose.”

Utilizar as redes sociais é ótimo, se você souber como usá-la. O problema é que o vício costuma trazer problemas para os usuários. Um estudo da Universidade de Chicago em 2012 atestou que o vício em redes sociais é mais difícil de resistir do que ao álcool e ao cigarro. As consequências negativas desse uso começam a aparecer quando temos dificuldade de nos desconectar e ficamos o tempo inteiro online: no computador, no tablet, no celular.

A partir daí, o que deveria ser diversão e  trabalho, se vira contra a gente e se transforma em um efeito dominó. Um problema vai puxando o outro e quando a gente vê a situação está mais séria do que se pensava. É claro que nem todo mundo que utiliza o Facebook vai sofrer todos os efeitos e várias pessoas conseguem utilizar essa rede social de forma saudável e contida. Entretanto, existe uma parcela da população que tem dificuldade de controlar o tempo online e gasto  no Facebook.

Problemas causados pelo Facebook

Seja por estudos conduzidos por institutos e universidade ou simplesmente pela observação, os efeitos do uso contínuo do Facebook são visíveis. Vamos citar alguns abaixo:

1 – Problemas para dormir

Esse é bem comum. Hoje em dia, é normal você ver pessoas que dormem com o celular embaixo do travesseiro para não perder a comunicação em nenhum momento. Isso é um erro. A Organização Mundial da Saúde já atestou que ficar com o celular sempre próximo a gente pode ser ruim para o organismo pode ajudar a desenvolver algum tipo de câncer e contribui para a insônia. Além disso, deixar o celular carregando perto do nosso corpo pode até trazer problemas de queimaduras em casos de sobrecarga do aparelho.

2 – Aumento da ansiedade

A ansiedade é um problema muito sério, que se chegar em um nível excessivo pode desencadear em vários transtornos psicológicos. O uso constante das redes sociais pode aumentar os níveis de ansiedade da pessoa que já apresenta esse problema.

3 – Depressão e baixa autoestima

Sabe aquele ideia que “a grama do vizinho é sempre mais verde”? Então, no Facebook isso atinge níveis muitos mais altos. Obviamente, as pessoas costumam postar suas vitórias, seus momentos felizes, as coisas que compraram, as viagens que fizeram. Como só vemos as coisas boas, começamos a comparar a vida delas com a nossa e temos a tendência de achar que a nossa vida está sempre pior que a dos outros, quando não é essa a realidade. Isso pode causar problemas de autoestima e contribuir para casos de depressão.

4 – Dificuldades em se desligar do trabalho

Normalmente, temos todas as pessoas que trabalhamos adicionadas no nosso facebook. Isso pode trazer vários problemas. Um deles é que não conseguimos nos desligar totalmente do trabalho, estamos constantemente resolvendo problemas, organizando reuniões, vendo detalhes que apareceram de última hora. Isso faz com que levemos cada vez mais trabalho para casa, o que atrapalha e muito a vida social e o convívio familiar.

5 – Problemas de socialização

Esse é clássico e uma das maiores reclamações das mesas de bar atualmente. Vejam se essa cena é familiar: você está com amigos no bar, conversando e contando alguma história, quando você vê que algum deles (ou todos) pegaram o celular para olhar o Facebook ou responder o Whatsapp? Com certeza, a maioria das pessoas já passou por isso. Ou ela mesma foi quem usou o celular nessas horas. Usar o celular não é errado e nem ruim. As vezes a conversa morreu um pouco, seus amigos saíram da mesa por alguma razão ou sua mãe está mandando mensagem. O problema é que o uso frequente faz com que pareça que você está desinteressado na companhia e na conversa da outra pessoa.

Enfim, existem maneiras muito saudáveis de utilizar as redes sociais. O importante é saber que tem horas que precisamos nos desligar desse mundo para dar atenção a todo o resto. E também para evitar que alguns desses problemas apareçam. E você, usa muito o Facebook? Já sentiu alguma dessas consequências?

Você pode gostar...